Polícia é atacada por manifestantes árabes no Monte do Templo

Autor: Redação HolyNews

No final das orações do amanhecer, no Monte do Templo na Cidade Velha de Jerusalém, na manhã desta quinta-feira (21), segundo a Polícia de Israel, dezenas de manifestantes mascarados usaram “violência severa” durante confrontos com as forças de segurança israelenses. Em comunicado, foi divulgado que eles entraram na mesquita de Al-Aqsa pela manhã, “fecharam as portas e continuaram a perturbar a paz com tumulto, jogando pedras e usando fogos de artifício, profanando a mesquita”.

O comunicado ressaltou ainda os policiais aplicaram a lei e fizeram tudo que estava ao alcance “para permitir que o público cultuasse livremente”. A nota destacou também que os policiais foram para fora da mesquita “para fornecer segurança para as visitas e manter a ordem”.

De acordo com o Kan News, o Crescente Vermelho informou que atendeu 20 fiéis muçulmanos no Monte do Templo. Alguns receberam ajuda após exposição ao gás lacrimogêneo. Um dos feridos é cidadão jordaniano.

Na quarta-feira (20)

Os manifestantes palestinos lançaram, na quarta-feira (20), bombas incendiárias de dentro da mesquita de Al Aqsa. Uma delas se despedaçou no tapete de entrada do local, o que acarretou em um pequeno incêndio. Já uma segunda bomba incendiária caiu na porta da mesquita.

O ministro da Defesa israelense, Benny Gantz, avaliou, na mesma quarta-feira (20), a situação, sendo acompanhado dos altos funcionários de segurança. “Israel garantiu e continuará a garantir e defender a liberdade de oração, o status quo no Monte do Templo e o mais importante – a segurança de todos os cidadãos da área”, frisou.

Gantz disse ainda que “os terroristas que estão atirando pedras e incitando à violência no Monte do Templo são os que estão prejudicando a maioria das pessoas que desejam celebrar o Ramadã em paz”. Ele pediu “à liderança palestina e a todos os líderes da região que ajam com responsabilidade para garantir a estabilidade da segurança e expandir a política civil que pretende implementar antes do Eid al-Fitr”.

Já a polícia alertou que “as redes de mídia social árabes continuam a espalhar informações falsas, incitadoras e enganosas sobre eventos no Monte do Templo, na tentativa de agravar a situação e desinformar o público. Deve-se enfatizar que muitos relatórios estão fora de contato com a realidade em relação aos eventos no Monte do Templo.”

Com informações Israel365 News

COLUNISTAS

Últimos Conteúdos

AllEscortAllEscort