No aniversário de Israel, parlamentar pede a construção do Terceiro Templo

Autor: Redação HolyNews

Um membro do Knesset (o parlamento de Israel) visitou o Monte do Templo nesta quinta-feira (5), quando as visitas judaicas foram retomadas ao local por causa do Dia da Independência de Israel.

Durante sua visita, o parlamentar israelense Itamar Ben-Gvir declarou: “Chegou a hora de aprovar a construção de uma sinagoga judaica no Monte do Templo”. Segundo o site Israel 365 News, sua declaração faz relação com o Terceiro Templo.

No dia em que o Estado de Israel celebra 74 anos, as visitas de judeus foram retomadas, após terem sido interrompidas durante o Ramadã. No entanto, o clima no Monte do Templo entre árabes e judeus ainda era de tensão.

Segundo a AP News, dezenas de palestinos se reuniram, cantando “Alá é o maior”. A Polícia de Israel tentou conter os manifestantes enquanto alguns palestinos se abrigavam dentro da própria mesquita.

Antes de subir o Monte, Ben-Gvir enfatizou no Twitter a importância de visitar o Monte do Templo: “A ascensão dos judeus ao Monte do Templo hoje só prova que o Hamas é uma organização fraca que pode ser facilmente subjugada”, disse.

“No 74º Dia da Independência do Estado de Israel, é importante que mesmo os governantes se lembrem de que somos um Estado independente”, acrescentou.

Preparação para o Terceiro Templo

Enquanto o “status quo” do Monte do Templo voltou em questão — definindo que apenas os muçulmanos orem lá, e pessoas de outras religiões façam apenas breves visitas — alguns parlamentares de Israel têm se preparado para o futuro Templo.

No ano passado, o Knesset discutiu a substituição da rampa de acesso ao Monte do Templo, sugerindo construir um acesso permanente para o futuro projeto do Terceiro Templo.

Ao longo da discussão, os parlamentares e ativistas ressaltaram a conexão judaica com o Monte do Templo e seu desejo de construir o Terceiro Templo. Também houve apelos para tornar o Monte do Templo mais acessível para os judeus.

“A situação está muito longe do que deveria ser”, reclamou Itamar Ben-Gvir, do Partido Sionista Religioso, que liderou a discussão. “Não estamos satisfeitos com o que temos. [Ter acesso ao Monte do Templo] é uma boa situação, mas pode melhorar.”

COLUNISTAS

Últimos Conteúdos