Maioria dos cristãos se sentem inseguros para evangelizar, segundo pesquisa

Autor: Redação HolyNews

De acordo com uma pesquisa recente da LifeWay Research — empresa especializada em pesquisas para a Igreja de Cristo — a maioria dos cristãos americanos não são encorajados a compartilhar sua fé.

É possível que mais de seis em cada 10 crentes não conheçam nenhum método de evangelização. O relatório mostra que 54% dos participantes se mostraram “dispostos ou ansiosos” quando questionados sobre a possibilidade de “falar aos outros sobre Jesus Cristo”.

A pesquisa que foi divulgada na semana passada tem uma margem de erro de 3,1% para mais ou para menos. 1.011 cristãos americanos foram entrevistados entre 12 e 23 de abril.

Evangelizar pode ser ofensivo?

Os resultados mostram que 52% dos americanos que se identificam como cristãos acreditam que encorajar alguém a mudar suas crenças religiosas é “ofensivo e desrespeitoso”.

Além disso, 66% dos cristãos não estão familiarizados com nenhum “método para falar aos outros sobre Jesus” e 70% não compartilham o Evangelho com um estranho há 6 meses.

Enquanto isso, 93% se dizem “pelo menos, um pouco abertos para falar sobre a fé com um amigo” e apenas 52% compartilhou algum testemunho sobre o que Deus fez em suas vidas aos não-cristãos.

As igrejas estão de portas abertas

Embora haja liberdade de religião e expressão e as igrejas estejam disponíveis aos não-cristãos, eles não são convidados se dependerem de 57% dos entrevistados que não chamam amigos e nem membros da família para os cultos ou outras programações da Igreja.

Além disso, conforme a pesquisa, eles “acreditam que pregar o Evangelho é responsabilidade do pastor”. Por outro lado, 69% concordam que é “responsabilidade dos cristãos encorajar os não-cristãos a confiar em Cristo como seu salvador”.

O diretor executivo da Lifeway Research, Scott McConnell, acredita que alguns cristãos podem evitar a evangelização porque isso pode ser visto como ofensivo, e eles querem ser vistos como amorosos.

Ele explica também que, enquanto muitos cristãos não estão aparentemente, evangelizando, 64% dos entrevistados disseram que “oraram pela salvação de um amigo ou membro da família no mês passado”.

“Orar para que alguém siga a Cristo é mais fácil do que conversar com alguém sobre isso”, disse McConnell.

“As pessoas estão abertas para falar sobre fé”

John Sorensen, presidente da Evangelism Explosion International — um ministério que treina pessoas sobre como compartilhar sua fé em Cristo — disse que “agora, talvez mais do que nunca, as pessoas estão abertas para falar sobre fé”.

Ele aponta, no entanto, que os cristãos não estão aproveitando essa oportunidade e não se envolvem no evangelismo pessoal. “Nossa missão é equipar os seguidores de Jesus para que tenham confiança na hora de compartilhar o Evangelho”, disse.

Sorensen diz que precisa ser de uma forma natural, amorosa e intencional, tanto com familiares e amigos quanto com estranhos. “Nós imaginamos um mundo onde cada crente é uma testemunha de Cristo para Sua glória”, concluiu.

COLUNISTAS

Últimos Conteúdos