Estudo: maioria dos pastores se sentem sobrecarregados

Autor: Redação HolyNews

Mais da metade dos pastores dos EUA afirmam que lutam para evitar o excesso de trabalho ministerial e o comprometimento excessivo. É o que aponta uma nova pesquisa da Lifeway Research, divulgada na semana passada. O estudo revela ainda que um quarto dos líderes religiosos ressalta que precisa dedicar mais tempo ao casamento e aos filhos.

Os pesquisadores ouviram mil pastores protestantes. Eles descobriram que 55% dos pastores consideram difícil evitar o excesso de trabalho ministerial e o comprometimento excessivo. Por outro lado, 47% salientam que é desafiador separar tempo para hobbies ou interesses longe do ministério.

Outro problema é a saúde física dos pastores. Isto porque 59% frisam ser desafiador se exercitar de forma consistente. Comer bem (49%) e descansar consistentemente (45%) foram outros dois pontos que tiveram alta classificação no estudo. Os estudiosos solicitaram os pastores que selecionassem “todos os aspectos de autocuidado que você considera desafiadores em seu ministério como pastor”.

“Enquanto a maioria dos pastores é rápido em dizer que há vários desafios para cuidar de si mesmos, eles também são rápidos em priorizar as necessidades do ministério antes das suas próprias”, analisa Scott McConnell, diretor executivo da Lifeway Research.
Atualmente, segundo Scott, quase dois terços dos pastores colocam habilidades, pessoas ou dificuldades do ministério à frente de seu próprio autocuidado. “Trabalhar constantemente com um déficit físico não é uma fórmula sustentável para o ministério pastoral”.

Não por acaso,, o gerenciamento do tempo (51%) e o equilíbrio da vida entre casa e ministério (43%) ocupam um e dois lugares quando os pastores são questionados sobre quais aspectos de sua vida pessoal “precisam de atenção ou investimento hoje”. Os Filhos (29%), o casamento (26%) e cuidar de pais idosos (23%) também estão em alta.

“Os pastores não estavam sendo questionados se essas áreas da vida pessoal importavam. Eles foram solicitados a indicar as áreas que precisam de foco adicional hoje”, observa McConnell, que acrescenta: “Em nenhum lugar é mais provável dar mais foco do que na vida pessoal, porque eles estão dando atenção A outras pessoas ou famílias. Há tantas horas para dividir entre ministério e casa, e encontrar o equilíbrio certo é importante.”

Com informações Christian Headlines

COLUNISTAS

Últimos Conteúdos