Em Angola e África do Sul começam a ser plantadas igrejas para surdos

Autor: Redação HolyNews

A população surda da Angola e África do Sul terão, em breve, a oportunidade de conhecer Jesus. Coletivamente, os surdos são um dos maiores grupos de pessoas não alcançadas pelo Evangelho do mundo. Menos de 2% dos 70 milhões de surdos do mundo têm algum acesso ao Evangelho. As informações são da agência missionária DOOR International.

A grande necessidade tem movimentado missionários, que estão focados esse público. “Existem alguns líderes surdos fortes e crentes surdos na África do Sul”, revela Rob Myers, da DOOR International, que continua: “Agora que eles têm algumas Escrituras publicadas, essas Escrituras são uma transição perfeita para treinar líderes locais em como fazer evangelismo, discipulado e plantação de igrejas.”

Utilizando uma nova técnica, a instituição está capacitando líderes surdos de Angola e África do Sul para alcançar outros surdos para Jesus. O programa é chamado pela DOOR de “dois por dois” ou “2 × 2”, tendo como base a abordagem de Cristo às missões no Evangelho de Lucas 10.

“Em algum momento entre abril e junho, quatro líderes [de Angola e da África do Sul] estão indo para o campo para viver, trabalhar, observar e servir ao lado das equipes existentes de dois a dois”, detalha Rob Myers., acrescentando: “Eles vão ganhar algumas das ferramentas de que precisam; então, eles voltarão para seu país e continuarão o processo.”

Pedido de oração

Rob Mayers pela oração pela equipe que desenvolve os recursos da DOOR. Ela cria um currículo em vídeo, que apoia novas técnicas de treinamento.

“Nós (ouvintes) pensamos na leitura como um exercício visual. Mas a leitura é um exercício de áudio; você pronuncia palavras conectadas a um idioma que você já conhece. Então, para a maioria dos surdos, a leitura é uma segunda língua e a língua de sinais é a primeira”, salienta Myers.

“Adoraríamos ver as pessoas vindo ao lado do DOOR e dessas novas equipes em oração. Ore por sabedoria; alguns líderes são crentes há algum tempo, [e] alguns são um pouco novos”, diz Myers.

Com informações Mission NetWork News

COLUNISTAS

Últimos Conteúdos

AllEscortAllEscort