“Cristãos secretos foram mortos na Coreia do Norte”, diz Portas Abertas

Autor: Redação HolyNews

A organização Portas Abertas, que monitora a perseguição contra cristãos no mundo, informou que houve uma varredura contra cristãos secretos em uma área da Coreia do Norte, segundo informações repassadas por fontes no país comunista.

Ainda segundo a organização, dezenas de cristãos secretos estavam reunidos e, quando iam começar o culto, guardas comunistas invadiram o local e todos foram presos e executados.

Além disso, junto com os cristãos capturados, familiares deles foram levados e enviados para campos de concentração, somando mais de 100 pessoas, onde serão tratados como animais, torturados e forçados a trabalhos em condições subhumanas.

A perseguição contra atividades religiosas se intensificou com a promulgação da “Lei do Pensamento Anti-Reacionário”, tornando ainda mais difícil para os cristãos e líderes da igreja clandestina manterem seus cultos e reuniões de oração.

Em uma carta, um cristão norte-coreano que é gratificante saber que Deus tem derramado sua paz e alegria para aqueles que andam na sombra da morte. Ele também diz que é preciso manter suas vidas voltadas para o Reino de Deus.

A Coreia do Norte ocupa a segunda colocação na Lista Mundial de Perseguição da Portas Abertas, que classifica os 50 países em que os cristãos são mais perseguidos.

O regime de Kim Jong-Un tem sido implacável na perseguição religiosa, prendendo, torturando e matando cristãos no país, que é um dos mais fechados do mundo.

COLUNISTAS

Últimos Conteúdos