Câmara aprova urgência de PL que proíbe edição ou alteração da Bíblia

Autor: Redação HolyNews

A Câmara dos Deputados aprovou, na última quarta-feira (04), a urgência de um projeto de lei que proíbe qualquer alteração, edição ou adição aos textos da Bíblia. Foram 358 votos a favor, contra 32. A proposta teve apoio da base governista como também da oposição.

Com a aprovação da urgência, a tramitação do texto é acelerada. Isso significa que, agora, pode ser votado diretamente no plenário da Câmara, sem a necessidade de passar pelas comissões temáticas na Casa.

De autoria do deputado Sargento Isidório (Avante-BA), a proposta proíbe “qualquer alteração, edição ou adição aos textos da Bíblia Sagrada, composta pelo Antigo e pelo Novo Testamento em seus capítulos ou versículos, sendo garantida a pregação do seu conteúdo em todo território nacional”.

Na justificativa, o deputado afirma que qualquer alteração na redação das Sagradas Escrituras pode configurar intolerância religiosa e até uma “grande ofensa para a maioria dos brasileiros, independente da sua religião”. “Por isso, nossa legítima preocupação em tombar esse texto sagrado através do Parlamento Federal, garantindo uma vez por todas, a inviolabilidade de sua redação e sua explanação pública no Brasil”, ressalta o texto.

Ao todo, 17 parlamentares assinaram o requerimento em apoio à urgência na tramitação do projeto. A maioria é formada por líderes partidários, entre eles do Avante, PL, PCdoB, PSC, PSD e PSDB.

COLUNISTAS

Últimos Conteúdos

AllEscortAllEscort