Agricultor palestino descobre estatueta ligada aos cananeus

Autor: Redação HolyNews

Foi descoberta uma estátua de 4.500 anos da deusa “Anat”, da era cananeia. O responsável pelo achado é o agricultor Nidal Abu Eid, na cidade al-Qarara de Khan Younis. O Ministério do Turismo e Antiguidades de Gaza, administrado pelo Hamas, divulgou a informação na última terça-feira (26).

Jamal Abu Rida, diretor-geral de Antiguidades e Patrimônio Cultural do ministério, acredita que a estátua de 22 centímetros de altura represente a deusa cananeia “Anat”. “Ela representa a bondade do amor, da beleza e da guerra na mitologia cananéia”. Ele estimou que pertença a cerca de 2.500 a.C.. Feita de calcário, é apenas uma cabeça com uma serpente como coroa, usada pelos deuses como símbolo de força e invencibilidade.

“Um dos indícios da presença desta estátua é que a terra da Palestina e da Faixa de Gaza, em particular, passou por muitas civilizações humanas, sejam elas cananeias, romanas, bizantinas, islâmicas e outras civilizações humanas. Isso invalida os sionistas que afirmam que a terra da Palestina é uma terra sem povo para um povo sem terra”, frisou Jamal Abu Rida.

O agricultor Nidal Abu Eid conta que encontrou a estátua por acaso, enquanto cultiva terra. Estava enlameada, mas quando ele a lavou com água, percebeu que era algo precioso. “A princípio, esperava vendê-lo a alguém para ganhar algum dinheiro, mas um arqueólogo me disse que era de grande valor arqueológico”, contou o agricultor à TNA.

“Estou muito orgulhoso de que nossa terra ainda tenha grandes valores arqueológicos. Isso significa que esta terra é nossa e que temos uma civilização e uma história de milhares de anos a.C., desde os tempos cananeus”, enfatizou Abu Eid.

Com informações The New Arab

COLUNISTAS

Últimos Conteúdos